Vice do Cruzeiro detona Heber Roberto Lopes: Veja o que ele falou

Depois do empate com o Santos, por 2 a 2, no Mineirão, o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, falou à imprensa e não poupou críticas ao árbitro da partida, o paranaense Heber Roberto Lopes. As principais reclamações foram em relação à expulsão do uruguaio Arrascaeta.

“Infelizmente, venho aqui. Não vou ligar se serei punido. Como aguentar Heber Roberto Lopes, sendo Fifa e fazendo a atuação que ele fez hoje (domingo)? Impossível achar que não foi pênalti. Mas o que irrita é um jogador como Arrascaeta, que nunca foi expulso na vida, que fez uma falta no jogo, falar que o árbitro falou dele desde o início. E desde o início do jogo, perguntando pra ele quem era ele, o que ele fez na Copa América? Que assistiu a final pela televisão. Inaceitável isso. Ele já nos assaltou antes, inclusive na final do Campeonato Mineiro do ano passado”, reclamou o dirigente celeste.

Em seguida, ele apresentou números para demonstrar sua insatisfação. “Tento muito ser racional. Darei alguns números a serem estudados. Há duas rodadas, segundo o Footstats, O Cruzeiro era o 27º time que mais fez falta e líder em expulsões e pênaltis marcados contra. Somos um time tão violento assim? O Cruzeiro mais uma vez se sente prejudicado”, reclamou, elogiando seu time. “Dou meus parabéns aos atletas por terem lutado até o fim.”

Finalizando sua reclamação, Vicintin foi irônico e disse que quer dar uma festa quando Heber parar de apitar. “Sempre que esse senhor apita jogos do Cruzeiro a gente fica preocupado. O que mais quero quando ele se aposentar é dar uma festa na Toca II. Se Deus quiser isso está chegando. Parabéns aos envolvidos de sempre o colocarem em jogos assim, sempre com lambanças contra o Cruzeiro.”

Fonte: Superesportes