Ramón Ábila fala sobre interesse da China: Clique e veja

Ramón Ábila revelou, recentemente, o interesse do futebol chinês em sua contratação. Até Tévez foi citado pelo camisa 50 do Cruzeiro na ocasião. Nesta segunda-feira (28), na chegada ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, o jogador esboçou o desejo de permanecer na Toca da Raposa II.

Questionado sobre a oferta asiática, o centroavante repassou a pergunta para o diretor de futebol Thiago Scuro e o técnico Mano Menezes.

“Tem que conversar com o Thiago (Scuro, diretor de futebol) e o técnico (Mano Menezes). Eles quem podem falar sobre isso. Eu tenho contrato, quero ficar aqui. Então, não tenho o que falar. Estou tranquilo, acho que vou ficar”, disse à TV Globo Minas.

O atleta foi contratado, em julho deste ano, por US$ 4 milhões (R$ 13,7 milhões na cotação atual). Os mineiros detêm 50% dos direitos econômicos do jogador e o contrato se encerra em 30 de junho de 2020.

O restante dos direitos de Wanchope está avaliado em 3,5 milhões de dólares (R$ 12,05 milhões). O Cruzeiro precisa negociá-lo em até três temporadas. Caso contrário, será obrigado a adquirir a metade pertencente ao Huracán, da Argentina pelo valor estipulado em contrato.

No início de novembro, pouco tempo depois de Brasil e Argentina, no Mineirão, Ábila revelou uma consulta da China ao seu empresário: “Meu representante me disse que estão dispostos a levar eu ou Tévez para a China”, declarou à Fox Sports no período.

Fonte: UOL Esportes