Jogador do Cruzeiro se torna o 1º reforço da Chapecoense após tragédia

Liberado antes mesmo da última rodada do Campeonato Brasileiro para visitar parentes e familiares em Chapecó depois da tragédia envolvendo o avião da Chapecoense na Colômbia, o jogador não vai voltar mesmo para a Ponte Preta. Sem ter seu empréstimo renovado ao Cruzeiro, com quem tem contrato até fevereiro de 2018, o zagueiro é o primeiro reforço do time catarinense para a temporada 2017 após o acidente que causou a morte de 19 jogadores do elenco.

Revelado na própria Chapecoense, Douglas Grolli já havia manifestado o interesse de voltar ao seu clube de origem para ajudar nesse processo de reconstrução, já que quase todos os jogadores morreram no acidente que aconteceu há duas semanas. O Cruzeiro ainda é dono de seu atestado liberatório e vai emprestá-lo até o fim do ano que vem, pagando 80% de seus salários. O time mineiro pagava 50% dos salários na Ponte Preta.

LEIA MAIS: SEM ESPAÇO NO CRUZEIRO, GRINGO PODE SER EMPRESTADO

LEIA MAIS: APÓS LIGAÇÃO DE ALEXANDRE MATTOS, JOGADOR PODE NÃO RETORNAR AO CRUZEIRO

Natural de São Miguel do Oeste (SC), Douglas Grolli tem 27 anos e passou por Grêmio, São Caetano e Londrina até acertar com o Cruzeiro em 2015. Sem muitas oportunidades em Minas Gerais, foi emprestado para o time campineiro no início desta temporada, quando viveu altos e baixos, disputando 37 jogos e marcando seis gols.

Em entrevista ao Superesportes, Grolli já havia manifestado de modo positivo à possibilidade de retornar a Chapecó. “Não tinha pensado nisso. Fiquei abalado com os amigos mortos naquela tragédia. Mas se puder ajudar vai ser muito legal”.

Fonte: Superesportes