Jogador não voltará ao Cruzeiro e terá contrato rescindido

Apesar da direção do Náutico ainda não definir a permanência do técnico Givanildo Oliveira e muito menos quais peças do elenco de 2016 continuarão no elenco, alguns nomes devem estar na lista de prováveis renovações. Um destes pode ser o do volante Rodrigo Souza, que estava no clube por empréstimo nesta temporada, mas que estará livre para assinar com quem quiser a partir do dia 1º de janeiro.
O contrato do atleta com o Cruzeiro será finalizado assim que o ano de 2017 começar e a direção da Raposa já sinalizou que não renovará com o atleta. Uma chance para o Náutico, que segundo Rodrigo, conversou com ele sobre uma possível permanência há um tempo atrás.
“Teve uma conversa inicial, mas ainda não tem nada definido. É um clube que apesar do que aconteceu, consegui jogar, tive algumas boas atuações e fui muito bem recebido. Não vejo nada que não me faça ficar”, falou o jogador admitindo que tem intenção de seguir no Timbu.
Um dos fatores que podem pesar na permanência do jogador é a manutenção de Givanildo Oliveira no comando da equipe. Rodrigo esteve no time que alcançou o acesso à Série A em 2015 com o América-MG e o treinador era o seu comandante na ocasião. “Se ele ficar cresce a chance de ficar, sim. Até porque é um treinador que eu já conheço, mas não tem como definir nada neste momento. Vamos aguardar”, afirmou.
Rodrigo foi um dos destaques do Náutico no início do ano e um dos melhores do Campeonato Pernambucano. Na Série B perdeu espaço com Gallo e quando começava a retomar sua vaga no time, sofreu uma lesão nos ligamentos do tornozelo que o tiraram do time por quase dois meses. Com Givanildo Oliveira foi titular absoluto, mas terminou a Série B sem jogar tão bem e sendo alvo constante das críticas da torcida.