Ao anunciar Thiago Neves, vice de futebol do Cruzeiro provoca Atlético/MG

O vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, provocou o Atlético por meio de seu perfil no Twitter ao anunciar na tarde desta quinta-feira a contratação do armador Thiago Neves, que rescindiu com o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, para assinar por três temporadas com o clube celeste.
Além de mencionar o diretor da base Klauss Câmara – responsável por representar a Raposa nos Emirados Árabes Unidos – e o presidente Gilvan de Pinho Tavares, Vicintin lembrou o “caso Anelka”, em que o então presidente do Atlético, Alexandre Kalil, tuitou o acerto com o atacante francês, em 6 de abril de 2014. Dias depois, o ex-jogador de Real Madrid, Chelsea, Manchester City e Juventus publicou vídeo no Facebook negando o contato com o clube alvinegro.

“Parabéns ao Klauss pelo trabalho e obrigado ao presidente doutor Gilvan pela confiança #nãosouanelka”, postou Vicintin no Twitter.

A repercussão da provocação foi tao grande que a hashtag #nãosouanelka passou a figurar entre os principais assuntos do momento entre os usuários do Twitter no Brasil.

Vicintin brincou com a situação pelo fato de o Cruzeiro ter postado no Twitter a oficialização da contratação durante a missa de aniversário de 96 anos, na última segunda-feira, e apagado minutos depois. Nessa quarta-feira, Thiago Neves havia feito algo semelhante em seu perfil: escreveu que a situação seria resolvida nesta quinta-feira e excluiu a mensagem em poucos segundos.

Depois de resolverem todas as pendências com o Al Jazira, clube e jogador brincaram com a situação no Twitter. “Nação Azul, agora ninguém vai apagar. Pode curtir e retuitar de boa: #ThiagoNevesÉdoCruzeiro”, publicou o Cruzeiro. “AGORA NINGUEM APAGA! I told you, #blueloveforEVER!!”, postou Thiago Neves.

Com números de respeito na carreira (leia aqui matéria detalhada com estatísticas do atleta), o jogador de 31 anos é o presente prometido à torcida pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares. Revelado pelo Paraná Clube, em 2005, Thiago Neves foi ídolo do Fluminense e teve boas passagens por Vegalta Sendai-JAP, Flamengo e Al Hilal-ASA, além de vestir a camisa do Hamburgo-ALE. O meio-campista disputou sete jogos pela Seleção Brasileira principal e sete pela equipe sub-23.

Fonte: Superesportes