Dois jogadores são liberados e não jogam pelo Cruzeiro em 2017

Os jogadores do Cruzeiro retomam as atividades na tarde desta segunda-feira, na Toca da Raposa. A chegada dos atletas que permanecem no elenco e, principalmente, de parte dos novos contratados serão os principais assuntos entre os cruzeirenses. O equatoriano Luís Caicedo, o lateral Diogo Barbosa e o volante Hudson são algumas das caras novas aguardadas no CT. O meia Thiago Neves, anunciado na semana passada, deve desembarcar na capital mineira somente na semana que vem

No entanto, algumas peças não devem reaparecer no clube nesta tarde. O lateral-esquerdo Mena e o volante Willians estão liberados pela diretoria da Raposa para negociar com outras equipes. Com isso, eles não retornam com o restante do plantel à Toca.

O ala chileno defendeu o São Paulo, cedido por empréstimo, ao longo de 2016. No fim do ano passado, o Tricolor tentou viabilizar a permanência dele. O Cruzeiro chegou a baixar consideravelmente o valor pedido para negociar o atleta, em definitivo, com o clube paulista, mas não houve acordo. O Internacional manifestou interesse no negócio, mas desistiu diante das cifras envolvidas. Mena tem contrato com a Raposa até janeiro de 2018. O lateral da seleção chilena não faz parte dos planos de Mano Menezes.

LEIA MAIS: CRUZEIRO RECEBEU UMA MÁ NOTÍCIA – CLIQUE E VEJA

Com sondagens de outras equipes, o volante Willians é outro atleta que não fica na Toca em 2017. No ano passado, ele defendeu o Corinthians, onde não se firmou e foi bastante pressionado pela torcida do clube paulista. O jogador tem contrato com Raposa até dezembro. Durante as férias, ele trabalhou a parte física, no Rio de Janeiro, onde estava treinando com o próprio preparador físico para manter a forma.

Outros jogadores estão na mesma situação. O argentino Matías Pisano, contratado no ano passado junto ao Independiente, da Argentina, não se firmou na Toca. Ele esteve emprestado ao Santa Cruz, e inicia o ano fora dos planos de Mano Menezes. Pisano ainda aguarda uma definição sobre o destino dele. O volante uruguaio Federico Gino também não tem futuro definido. Os dois devem ser emprestados, mas as conversas para a cessão da dupla ainda estão em andamento.

Fonte: Globoesporte.com