Mano elogia Sassá nos treinos e reconsidera prazo para estreia no Cruzeiro

O bom rendimento de Sassá nas primeiras atividades com o grupo na Toca da Raposa II fez Mano Menezes reconsiderar o prazo para a estreia do atacante pelo Cruzeiro. Antes, o treinador havia planejado o primeiro jogo para o início de julho, possivelmente o clássico contra o Atlético, no dia 2, no Independência. Após o empate por 3 a 3 com o Grêmio, porém, o comandante não descartou a possibilidade de Sassá ser relacionado até para o próximo compromisso do time, na próxima quinta-feira, às 19h30, contra a Ponte Preta.
“Falei em 15 dias anteriormente, até por ele não ter condições legais, mas em termos de rendimento nos treinos o Sassá está muito bem. Tão logo ele tiver capacidade de ajudar a equipe, seja pelo tempo que for, vamos levar em consideração porque isso é importante. O Sassá é mais uma opção, tem característica que nos falta algumas vezes, como o bom cabeceio. Ele poderá ser útil, tenho certeza”, afirmou o treinador.
O nome de Sassá foi publicado pelo Boletim Informativo Diário (BID), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no início da noite desta segunda-feira, algumas horas antes de Cruzeiro x Grêmio. Contratado ao Botafogo, ele desembarcou em Belo Horizonte no último dia 7, realizou inúmeros exames, foi apresentado em 13 de junho e desde então realiza atividades físicas e com o grupo na Toca da Raposa II.
Com a regularização e as condições físicas para estrear, Sassá passa a ser a 12ª opção ofensiva de Mano Menezes. Além do ex-botafoguense, o treinador tem no elenco do Cruzeiro os meias Robinho, Thiago Neves, Rafinha, Elber, Alex e Alisson; e os atacantes Rafael Sobis, Ramón Ábila e Rafael Marques. Arrascaeta, Judivan e Raniel, os três no departamento médico, completam o plantel de ataque.
Destaque do Botafogo na temporada passada, Sassá teve problemas com a diretoria alvinegra em negociações de renovação de contrato e acabou treinando separadamente no clube carioca. A última partida oficial do jovem atacante foi em 2 de maio, com a camisa do Botafogo em duelo contra o Barcelona-EQU, pela Copa Libertadores.