Contra-ataque é arma do Cruzeiro diante de um ofensivo Fluminense no Rio

O Cruzeiro enfrenta o Fluminense, nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), em Mesquita-RJ, pela 15ª rodada do Brasileiro. O Cruzeiro terá que tomar cuidado com o ataque do adversário, o terceiro melhor da competição. Em 14 partidas, o Fluminense marcou 23 vezes. Uma média de 0,60 gol por partida. No retrospecto, os números também são melhores para a equipe mandante. São 51 jogos e 71 gols a favor do time das Laranjeiras. O que pode ser preocupante para uns, não preocupa o treinador Mano Menezes. Ele analisa que equipes que atacam muito dão muitas brechas para o time adversário puxar o contra-ataque. E, no que depender do treinador, será assim que o Cruzeiro agirá em campo.

– Temos que ir lá pensando que eles mandam jogos bem em casa. Sempre tem dois lados em todas as situações. Uma equipe ofensiva em boa parte do jogo te concede espaço. Tem que saber aproveitar e não aceitar de forma passiva. O Cruzeiro tem que estar preparado para isso.

Mano atribui a grande ofensividade do Fluminense ao treinador Abel Braga. O técnico da Raposa afirma que os times que Abel treina, geralmente, têm esta característica. E o Fluminense, por contar com muitos jogadores jovens, pode ser ainda mais ofensivo. Mano analisa que os jogadores mais jovens são mais destemidos e se arriscam mais.

– As equipes do Abel normalmente são ofensivas. O Fluminense, por contar com muitos garotos, se torna mais solta. Isso é característica de jovens, eles são mais destemidos e encaram o jogo de peito aberto. Tem que respeitar essa condição.

No retrospecto

Apesar do retrospecto geral ser bom para o time carioca, da última vez que os times se encontraram, foi o Cruzeiro quem levou a melhor. A vitória cruzeirense aconteceu em novembro do ano passado, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, a equipe comandada por Mano Menezes venceu por 4 a 2. Pelo lado da Raposa os gols foram feitos por Alisson, Rafael Sobis, Willian e Arrascaeta. Richarlison marcou para o Fluminense e Ábila fez um gol contra.

No confronto desta quinta, apenas um dos jogadores que balançou as redes pelo lado cruzeirense estará em campo. Alisson deve ser titular, junto de Élber e Sassá. Willian deixou o clube e seguiu para o Palmeiras. Rafael Sobis cumpre suspensão e não entra em campo. Arrascaeta foi liberado pelo departamento médico nesta semana, depois de se recuperar de lesão, e ainda não foi relacionado para esta partida. O argentino Ramón Ábila também não participa do jogo. Ele está em negociação com o Boca Juniors e não viajou com a equipe.

Nas 51 vezes em que os times se enfrentaram, apenas duas aconteceram no Édson Passos. A primeira vez, no Brasileiro de 2003, terminou em empate de 2 a 2. Já a segunda, no primeiro turno do Brasileiro de 2016, o Tricolor ficou com o melhor resultado, vencendo por 2 a 0.

Veja as informações para o jogo entre Fluminense e Cruzeiro:

Local: Édson Passos, Mesquita – RJ
Data e horário: quinta-feira, 19h30 (de Brasília)
Escalação provável do Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo, Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral, Élber, Alisson, Thiago Neves e Sassá.
Desfalques do Cruzeiro: Arrascaeta, Manoel e Raniel (preparação física), Judivan, Robinho e Rafinha (fisioterapia), Dedé e Hudson (ambos no departamento médico), além de Rafael Sobis (suspenso)
Transmissão: Premiere e Premiere HD (com Julio Oliveira e Edinho)
Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden, auxiliado por Jose Eduardo Calza e Mauricio Coelho Silva Penna (todos do Rio Grande do Sul)

Fonte: Globo Esporte