Culpa de quem?

O Cruzeiro se classificou para a próxima Copa Libertadores da América, conseguiu eleger a chapa da situação, tem um time que segue vencendo, um elenco dos melhores. Mas não se pode negar que após as eleições houve uma certa efervescência. Tentar desmentir isso é bobagem, é sandice. Claro que o clube, em breve, terá contornado a situação, mas não se esperava a saída de determinados nomes importantes. É tremenda covardia tentar jogar a culpa sobre os ombros da mídia. E o torcedor sabe muito bem o que acontece. Itair Machado, que pode ter sido o estopim da turbulência, já disse que errou no passado e que pretende colocar sua experiência a favor do clube. Então, é hora de deixá-lo trabalhar.

Em campo, contra a Ponte Preta, o Cruzeiro fez um primeiro tempo sonolento. O torcedor chegou a se preocupar. Mas na segunda etapa a coisa mudou. A turma voltou ligada e deu um tremendo sufoco na Ponte. A superioridade do time azul foi gritante. Muita velocidade e passes rápidos. A Ponte caiu. Ocorreu a virada.

FUTURO
Caso a dor no joelho do Sassá continue, o trabalho de remontagem do Cruzeiro deverá incluir a busca por um artilheiro. Mesmo contando com Raniel, uma grande promessa, o clube precisará de mais alguém para definir as jogadas de ataque. Quanto ao jogador que veio do Botafogo, terá sua situação definida pelo departamento médico.

SÃO TITE
O treinador da Seleção Brasileira conseguiu dar um padrão de jogo ao time. Tem feito muitas experiências, mas não é perfeito. A começar pelas convocações de goleiros. Pode ser que a responsabilidade seja do Taffarel, mas ele é o grande chefe. O gol parece ser um jogo de cartas marcadas. É bom lembrar que esse pessoal que não dá chances ao Fábio é o mesmo que deu chances ao Muralha. Vai entender…

ZAGA
A insistência com Thiago Silva e Rodrigo Caio é de assustar. Um, tem sempre problema quando o jogo aperta. O outro faz péssima campanha pelo São Paulo. Aliás, este é mais volante do que beque, mas o treinador está sempre lhe dando uma chance como zagueiro.

CHILENA
Esse jogo entre Brasil e Chile é de interesse da Argentina, mas também do Brasil. Um bom resultado daria um colorido especial à campanha brasileira, que já é muito boa. O time andino não contará com o craque Vidal. Aliás um dos craques mais desleais das eliminatórias.

ROJAS
A rivalidade entre Brasil e Chile e se acirrou depois daquela partida pelas eliminatórias para a Copa de 1990. O jogo seguia apertado no Maracanã. Segundo tempo, gol do Careca. Então, surgiu a Rosenery Mello, que lá das arquibancadas jogou um sinalizador dentro de campo. Tudo que o os chilenos queriam. Tumulto, o goleiro Rojas simulou ter sido atingido e seu time saiu de campo. Depois, a farsa foi desmascarada. O foguete não atingira o jogador e ele foi suspenso pela Fifa. o Brasil se classificou e a ‘Fogueteira’ posou para a Playboy. A história continua e hoje teremos mais um capítulo.

COMO DANTES
Segue o Galo prometendo reagir. Reagir agora é obrigação

FONTE: Super esportes