Em meio a saídas, Tinga e Pedro Moreira desconversam sobre futuro no Cruzeiro

Depois de o vice-presidente de futebol Bruno Vicintin anunciar a saída do cargo e do presidente Gilvan de Pinho Tavares abandonar o projeto de transição para o comando de Wagner Pires de Sá, dois funcionários remunerados do Cruzeiro podem ser os próximos a deixar o clube. O gerente de futebol Paulo César Tinga e o supervisor de futebol Pedro Moreira estão com futuro incerto na Toca da Raposa II.

Na manhã desta quinta-feira, em bate-papo informal com a imprensa no centro de treinamento cruzeirense, tanto Tinga quanto Pedro Moreira afirmaram que ainda não conversaram com Itair Machado – que terá cargo de grande importância no departamento de futebol – e nem com Wagner Pires, presidente eleito para o triênio 2018/2019/2020.

No caso de Tinga, há o desejo por parte de Itair Machado da continuidade do trabalho, mas o dirigente tomou decisão irredutível e deve sair do clube. Ele assumiu a gerência de futebol do Cruzeiro em dezembro de 2016, e, desde então, tem sido um elo importante entre o alto escalão da direção e os jogadores.

Com relação ao cargo de supervisor de futebol, a reportagem do Superesportes apurou que Carlos Oliveira, o Carlão – atual secretário de esporte, cultura e lazer da prefeitura de Ipatinga – é o nome preferido de Itair Machado. Carlão foi supervisor do Ipatinga Futebol Clube no período em que o clube era presidido por Itair.

Enquanto o ambiente político do Cruzeiro continua agitado, o elenco se concentra para terminar bem o Campeonato Brasileiro. Detentor do título da Copa do Brasil e com vaga garantida na fase de grupos da Libertadores de 2018, o time celeste enfrentará a Ponte Preta às 16h deste sábado, no Mineirão, com o objetivo de vencer para subir de posição na tabela da Série A.

FONTE: Super esportes