Ex-diretor da Fiat é nome forte para assumir a comunicação e o marketing do Cruzeiro

O Cruzeiro passará por algumas mudanças administrativas na próxima temporada. No futebol, Itair Machado vai dar as cartas no clube. Outras diretorias também sofrerão alterações. Segundo apurou o Superesportes, o mineiro de Itabira Marco Antônio Lage, ex- diretor de comunicação corporativa e sustentabilidade da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) na América Latina, foi convidado para assumir a comunicação e o marketing do clube, que a partir de 2018 devem ser integrados.

Marco Antônio já se encontrou com membros da diretoria eleita. Eles estão traçando novas estratégias para oxigenar o clube. Na visão do futuro presidente Wagner Pires de Sá, o Cruzeiro pode crescer muito no marketing e na comunicação com a chegada de Marco Antônio, com larga experiência nas áreas. De acordo com apuração da reportagem, o itabirano está empolgado com o projeto.

O atual diretor de marketing do Cruzeiro, Marcone Barbosa, deve assumir um cargo na comunicação do clube, ainda não definido. Ele será subordinado a Marco Antônio Lage. O atual diretor de comunicação Guilherme Mendes deve deixar o Cruzeiro. Sugundo a cúpula de Wagner, Mendes é muito identificado com a família Perrella, que faz forte oposição ao presidente eleito.

Marco Antônio Lage é cruzeirense fanático, um dos motivos para o convite. Ele é jornalista de formação, graduado pela PUC-Minas, com mestrado em Marketing Estratégico pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Em 1992, Marco Antônio Lage começou a carreira na Fiat como assessor de imprensa. O jornalista ganhou prestígio e cresceu na empresa, assumindo a comunicação corporativa e integrando o Comitê Diretivo da empresa. Em 2015, ocupou a vice-presidência da Casa Fiat de Cultura, do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) e da Associação Comercial de Minas.

Segundo o Portal dos Jornalistas, Marco Antônio recebeu por duas vezes o prêmio Personalidade do Ano em Comunicação Empresarial pela Aberje, em 1998 e 2012, e outras duas vezes o Prêmio USP de Comunicação Corporativa, em 2004 e 2006. Ele também já recebeu a maior honraria mineira: a Medalha da Inconfidência foi concedida a ele pelo governador Antonio Anastasia, em 2012.

Em julho deste ano, Marco Antônio deixou a Fiat. “Renunciei à diretoria da multinacional para ser o dono de mim mesmo, do meu tempo e dos meus sonhos”, disse. Marco Antônio tem o apoio de muitos empresários do Cruzeiro ligados à Fiat.

FONTE: Super esportes